Em entrevista ao JZ, Graça Freitas, diretora-geral de Saúde, enfatizou o valor do andar a pé

Relacionados

Podemos ter mais cidade

“A pandemia, genericamente, corrigiu velhas distorções nas cidades, sobretudo o facto negativo de haver ruas demais para a circulação de veículos motorizados. Vimos as cidades

Ver »

A cidade que muda com a Covid

“Nós, mulheres, deixamos de ir a alguns sítios para evitar que certas coisas (riscos) aconteçam. Autocensuramo-nos, limitamos os nossos movimentos na cidade, limitamos a nossa

Ver »

Graça Freitas (DG Saúde) ao JZ: Andar para a felicidade diária

Em entrevista ao JZ, Graça Freitas, diretora-geral de Saúde, enfatizou o valor do andar a pé

A Diretora Geral de Saúde, Graça Freitas, considera a atividade física 
“um dos maiores determinantes da saúde”.

Em entrevista ao JZ, Graça Freitas enfatizou, nesse sentido, o valor do andar a pé: “Caminhar 
todos os dias ou quatro ou cinco vezes por semana,  é uma atividade excelente que, de facto, no curto prazo, melhora e muito o nosso desempenho físico, dá bem-estar, melhor capacidade e resistência para as atividades do dia a dia, contribui para a felicidade diária e, para o médio e longo prazo, influencia a saúde e previne doenças crónicas não transmissíveis, sejam cardiovasculares, a diabetes, a obesidade e até também algums doenças oncológicas.”


Graça Freitas acrescentou que a prática de andar a pé regularmente 
beneficia também quem já teve doença oncológica e “está em fase de 
remissão, recuperação ou cura”.
A Diretora Geral de Saúde também destaca o valor positivo da atividade 
física para a saúde mental ao combater a depressão.


O essencial, segundo a Diretora Geral de Saúde, é “instalar com 
disciplina um estilo de vida saudável”, sendo que o andar a pé “apenas 
requer sapatos confortáveis, faz-se sem custos, sem investimentos 
especiais, a qualquer hora em qualquer local.”

A Diretora Geral de Saúde também destaca o valor positivo da atividade física para a saúde mental ao combater a depressão.

O essencial, segundo a Diretora Geral de Saúde, é “instalar com disciplina um estilo de vida saudável”, sendo que o andar a pé “apenas requer sapatos confortáveis, faz-se sem custos, sem investimentos especiais, a qualquer hora em qualquer local.”


Entrevista realizada em 19 de setembro 2019, em paralelo com a apresentação do Relatório anual do Programa Nacional de Promoção da Atividade Física.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Mais Artigos