Relacionados

Podemos ter mais cidade

“A pandemia, genericamente, corrigiu velhas distorções nas cidades, sobretudo o facto negativo de haver ruas demais para a circulação de veículos motorizados. Vimos as cidades

Ver »

A cidade que muda com a Covid

“Nós, mulheres, deixamos de ir a alguns sítios para evitar que certas coisas (riscos) aconteçam. Autocensuramo-nos, limitamos os nossos movimentos na cidade, limitamos a nossa

Ver »

Inquérito CAMINHO COMO RESPIRO

Participe!, conte-nos como gosta de caminhar na cidade e ajude-nos a tornar as cidades mais convidativas para se andar a pé

Link para responder ao inquérito: https://bit.ly/35GPdEA

ATIVO AGORA! Vamos!, dê-nos 5 minutos do seu tempo!
O inquérito é anónimo, não tem de se preocupar com a partilha de dados pessoais 

Este inquérito foi desenvolvido pelo Coletivo ZEBRA (somos uma iniciativa cidadã dedicada a melhorar a experiência de andar a pé na vida das pessoas), em colaboração com a associação Corações Com Coroa. Faz parte do projeto Walk My City Free, um Co-Lab dedicado à identificação e redução da desigualdade de género no andar a pé nas cidades.
O Co-Lab inclui também dois parceiros noruegueses: a Inland Norway University for Applied Sciences e o Institute of Transport Economics.
É cofinanciado pelo fundo de relações bilaterais do mecanismo financeiro EEA Grants.

#walkmycityfree #coletivozebra #coracoescomcoroa #walkingchangeseverything #eeagrantsPT

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email

Mais Artigos